Saiba o porquê do cashback ser mais vantajoso que a nota fiscal

Fazer compras em lojas físicas ou pela internet é algo corriqueiro para milhares de pessoas. Porém, o que muitos não sabem é que agora existe a possibilidade do consumidor receber de volta parte daquilo que gastou durante as compras.

Essa restituição de valores gastos em compras pode ser feita através de sistemas de reembolso. Aqui no Brasil, os sistemas mais utilizados são o Cashback e a Nota Fiscal (Paulista ou Paranaense) . O Cashback e a Nota Fiscal possuem formas de operação distintas, porém, têm um objetivo em comum: proporcionar uma série de benefícios ao consumidor.

No entanto, o Cashback possui algumas vantagens em relação a Nota Fiscal. Ficou curioso para saber que vantagens são essas? Então leia esse artigo até o fim porque falaremos sobre o motivo do Cashback ser mais benéfico que a Nota Fiscal. Continue lendo esse post e você saberá como ganhar dinheiro com as compras que você faz em lojas online.

Definição de Cashback e Nota Fiscal

Antes de mostrarmos os benefícios do Cashback relacionado a Nota Fiscal, definiremos cada um desses programas de reembolso de dinheiro.

Dinheiro de volta

O Cashback, “dinheiro de volta”, é uma modalidade de compra que devolve parte do dinheiro gasto na aquisição de um produto/serviço. As empresas que trabalham com o sistema de Cashback fazem parcerias com diversas lojas. Sendo assim, disponibilizam em seu site ofertas dos e-commerces com os quais têm parceria.

Para aproveitas esses benefícios, é preciso se cadastrar em alguma plataforma que trabalhe com esse tipo de serviço. Ao se inscrever, você fornecerá o seu nome completo, CPF e dados bancários. Esses dados servirão para que a plataforma realize o depósito do valor que será restituído de sua compra.

Uma vez que você obteve o produto/serviço desejado, a loja paga uma comissão a plataforma por ter levado você ao e-commerce. Parte desse montante é repassado para você, concluindo o objetivo do sistema: a economia de recursos financeiros.

Nota Fiscal

A Nota Fiscal trata-se de um programa de incentivo à cidadania fiscal. Tem como objetivo é estimular o consumidor a exigir que os estabelecimentos comerciais entreguem o documento fiscal no ato da compra. Estados como o Paraná, Rio de Janeiro e São Paulo são adeptos desse programa.

Assim como no Cashback, você se cadastra, informar seus dados pessoas e bancários para usufruir dos benefícios da Nota Fiscal. Feito isso, basta que você forneça o seu o número do seu CPF no momento da compra física. A cada compra feita, você acumulará créditos que podem ser transferidos para sua conta bancária.

Os créditos obtidos por meio da Nota Fiscal também podem ser usados na obtenção de créditos para celular e abatimento no valor do IPVA. Além disso, você pode participar de sorteios mensais nos quais os usuários recebem prêmios em dinheiro.

Semelhanças e diferenças entre Cashback e Nota Fiscal

Conforme você pode perceber no tópico anterior, existem algumas semelhanças entre o Cashback e a Nota Fiscal. Ambos os sistemas de reembolso exigem que você se cadastre em uma plataforma para que você usufrua das vantagens de cada desses programas. Além disso, tanto no Cashback quanto na Nota Fiscal você precisa fornecer o número do CPF e da conta bancária para sacar o montante acumulado após diversas compras.

No entanto, as semelhanças param por aí. Enquanto o Cashback permite que a retirada do dinheiro acumulado no momento em que você desejar, a Nota Fiscal estabelece o prazo de 1 ano para que o consumidor resgate a quantia acumulada. Os clientes que não realizarem o resgate no prazo estipulado, perdem todo o montante que acumularam.

Qual é a melhor opção: Cashback ou Nota Fiscal?

Se você deseja acumular créditos a longo prazo, ou então não quer sacá-los de uma vez só, sugerimos que você opte pelo Cashback. Conforme foi mostrado no tópico anterior, a Nota Fiscal não permite que os créditos fiquem acumulados por mais de um ano.

Além disso, a porcentagem do valor restituído ao cliente é bem maior do que na Nota Fiscal. O Cashback proporciona ao consumidor uma restituição que varia de 1,5% a 5%. A porcentagem do reembolso é fixada pelas lojas que participam do programa de Cashback.

Para que você entenda melhor, veja o seguinte exemplo: Digamos que você tenha feito uma compra no valor de R$ 1000,00 no Walmart. Essa loja restitui 3,5% do valor gasto nas compras. Nesse caso, o cliente receberia R$ 35,00 do valor total de suas compras.

Eventualmente, esses percentuais podem ser alterados em virtude de promoções sazonais. O valor dessa alteração varia de acordo com cada parceiro da plataforma de Cashback.

Depois de conhecer as vantagens do Cashback, sugerimos que você procure imediatamente um site confiável que trabalhe com esse sistema. Afinal de contas, é muito bom reaproveitar o dinheiro gasto em compras para fazer outras coisas, certo?

Tem mais alguma dúvida a respeito do funcionamento do Cashback? Já é usuário do sistema de Cashback? Então compartilhe a sua experiência conosco na seção de comentários!

Saiba o porquê do cashback ser mais vantajoso que a nota fiscal

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code

Rolar para o topo