Black Friday: 7 dicas simples para você não cair em golpes!

Faltam menos de 60 dias para a Black Friday. Durante o referido período promocional, que ocorre na última sexta-feira do mês de novembro, lojas físicas e virtuais disponibilizam produtos com até 80% de desconto. Nos últimos anos, houve um aumento significativo do número de pessoas que aproveitam a Black Friday para fazer compras pela internet. Isso porque, em alguns casos, os e-commerces oferecem preços mais atrativos do que os estabelecimentos físicos.

Contudo, esse aumento de compras pela internet durante a Black Friday fez com que cibercriminosos começassem a usar a data para roubar dados pessoais de consumidores. Além disso, é comum que algumas lojas online apresentem falsos descontos, isto é, comercializam produtos com o preço mais alto do que o de costume dizendo que o item está sendo vendido por um valor promocional.

Se você quer aproveitar a Black Friday para antecipar a compra de produtos para o Natal, ou para adquirir um objeto de desejo por um preço mais baixo, mas não sabe como se precaver para não cair em propagandas enganosos, leia este texto até o fim. No post de hoje, fizemos uma lista de 7 dicas para você não cair em golpe na Black Friday. Confira!

1. Visite o site da Black Friday

Antes de pensar em comprar qualquer coisa, consulte o site oficial da Black Friday. As ofertas divulgadas nessa página são submetidas a um rigoroso filtro de segurança. Com isso, o site divulga somente as promoções que realmente são atrativas.

A consulta a página oficial da Black Friday fará com que você evite falsas promoções e faça compras em e-commerces que possuem boa reputação em site como o ReclameAqui.

2. Conecte-se a uma rede segura

Não use redes de wi-fi públicas na hora de comprar pela internet. Durante esse processo, você precisará informar dados pessoais e as redes abertas não oferecem a segurança necessária. Desse modo, o risco de roubo de informações torna-se elevado.

Durante as compras, use uma conexão segura, que pode ser da sua casa ou de uma pessoa que você confie. Caso a sua opção seja a segunda, não se esqueça de fazer logoff da loja virtual e do internet banking, se essa for a forma de pagamento que você escolheu.

3. Compare o preço dos produtos.

Antes de comprar o item que você deseja, faça uma pesquisa para saber qual e-commerce oferece a promoção mais atrativa. Esse simples ato evitará a aquisição de um produto por um preço mais alto quando outras lojas comercializam o mesmo por valores mais baixos.

No processo de comparação de preços, sugerimos que você use sites como o Bondfaro e o Buscapé. Esses sites apresentam uma relação de sites que vendem um determinado produto e o preço do mesmo. Assim, você saberá qual loja que oferece o item que você deseja pelo preço mais baixo e se não se trata de uma oferta maquiada.

4. Identifique quais produtos estão em promoção

O fato de uma loja participar da Black Friday não significa que todo o conteúdo da mesma esteja em promoção. Por esse motivo, é importante que você saiba identificar quais produtos de um e-commerce estão sendo vendidos com desconto.

Para saber quais itens estão sendo comercialização por um valor mais baixo, consulte a página oficial da Black Friday. Outra opção é ficar atento a página principal dos e-commerces, pois os produtos com desconto possuem um selo para identificar que os mesmos estão incluídos na Black Friday.

5. Preste atenção a logomarca e a URL do site

Verifique se as logomarcas das lojas virtuais e a URL dos sites não apresentam erros. Caso você identifique tais problemas, significa que a página é falsa. Você também deve verificar se aparece um cadeado na barra de endereços do navegador após a digitação da URL do e-commerce. Caso o cadeado não apareça, a loja virtual não é confiável.

Outra forma para identificar um site de vendas falso é através da digitação de dados bancários incorretos. Se as informações erradas forem aceitas, a página é falsa.

6. Compre em site que usam formas de pagamento criptografadas

Conforme já foi dito, os cibercriminosos aproveitam as vulnerabilidades dentro da rede para roubar informações. Por isso, compre apenas em lojas online cujas formas de pagamento são criptografadas, isto é, elas têm proteção contra fraudes.

Um bom indício que um site possui um sistema de pagamento criptografado é a utilização de “https” no endereço do site e a presença do cadeado com a palavra “seguro” ao lado.

7. Denuncie promoções falsas

Se você encontrar propagandas enganosas durante a sua busca por promoções atrativas na Black Friday, não hesite em denunciá-las. Esse ato evitará que diversas pessoas sejam vítimas de “descontos maquiados” e, assim, comprem produtos por um preço mais alto.

Para denunciar promoções falsas durante a Black Friday, acesse a página do ReclameAqui, site especializado em receber reclamações dos consumidores sobre os serviços de lojas físicas e virtuais. A partir dessas queixas, você pode saber como está a reputação de um determinado e-commerce.

Assim, depois da leitura dessas dicas, a tendência é que cada vez menos pessoas caiam em golpes durante a Black Friday e, consequentemente, tenham sérios prejuízos financeiros.

Este conteúdo foi útil? Então compartilhe-o nas redes sociais para que seus amigos não sejam vítimas de golpes durante a Black Friday!

Black Friday: 7 dicas simples para você não cair em golpes!

Um pensamento em “Black Friday: 7 dicas simples para você não cair em golpes!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code

Rolar para o topo